Congressos

A Associação MSF-Brasil convida para:

MedTrop 2018 - 56o Congresso da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical 

A Associação MSF-Brasil enviará 02 associados para participarem do MedTrop 2018 que acontecerá nos dias 02 a 05 de setembro em Recife. Interessados nessa oportunidade? 

Verifique os critérios: 

- Disponibilidade para viajar no período de 01 a 06 de setembro de 2018 
- Ser associado há mais de 01 ano 
- Ter experiência de campo com MSF em contextos relacionado à temática do Congresso
- Ter interesse em candidatar-se ao Board no futuro e/ou liderar grupos de trabalho da associação

Compromissos vinculados à ida ao congresso: 
Anteriormente ao evento: estudar documentos internos, relatórios, webinars e debates MSF sobre temáticas relacionadas ao Congresso. Posteriormente: produzir breve relatório com resultados e análise crítica sobre mesas do evento e apresentar highlights em webinar para associados MSF-Brasil no mês de novembro.

Interessados devem enviar carta de intenções para associativo-brasil@rio.msf.org até dia 09 de agosto. PRORROGADO ATÉ 17/08!!

Saiba mais em: http://medtrop2018.com.br/

Humanitarian Congress em Berlim

A Associação MSF-Brasil enviará 01 associado para participar do Humanitarian Congress 2018 que acontecerá nos dias 04 e 05 de outubro em Berlim. Interessado nessa oportunidade?

Verifique os critérios: 

- Disponibilidade para viajar no período de 03 a 07 de outubro de 2018 
- Inglês fluente;
- Ser associado há mais de 01 ano 
- Ter experiência de campo com MSF em contextos distintos
- Ter interesse em candidatar-se ao Board no futuro e/ou liderar grupos de trabalho da associação

Compromissos vinculados à ida ao congresso: 
Anteriormente ao evento: estudar documentos internos, relatórios, webinars e debates MSF sobre crescimento da organização, direito humanitário internacional, qualidade da ajuda médica oferecida, prestação de contas aos pacientes, dentre outros tópicos que possam estar relacionados ao programa do evento. Posteriormente: produzir breve relatório com resultados e análise crítica sobre mesas do evento e apresentar highlights em webinar para associados MSF-Brasil no mês de novembro.

Saiba mais em: http://humanitarian-congress-berlin.org/2018/

Interessados devem enviar carta de intenções para associativo-brasil@rio.msf.org até dia 19 de agosto. 

Em 2017 a Cecília Hirata, que é a Associada MSF-Brasil, participou do Congresso: 

"O congresso realizado em anualmente em Berlin reúne estudantes e trabalhadores humanitários para discussões sobre desafios e reflexões a respeito de novas e antigas questões que nos trabalhadores humanitários enfrentamos no dia a dia.  Apesar da predominância geral europeia, via-se um esforço em direção a aumentar a diversidade do publico e enriquecer as discussões.
Temas conhecidos (mas não menos importantes) como o aborto e a situação da fome na África foram discutidos, considerando os avanços tecnológicos e mudanças de contexto.

Iêmen, Líbia, Síria e o recente (a época do congresso) Mianmar foram destaques em importantes discussões e relatos individuais que nos fizeram lembrar da importância do lado humano no trabalho humanitário, que apesar de intuitivamente obvio eh por vezes substituído por um excessivo cientificismo técnico, uma excessiva intelectualizarão do trabalho humanitário. Ao resgatar o lado humano do trabalho humanitário, Alberto Cairo nos fez chorar a todos.

Segue o link de seu evening keynote, que já fez todo o congresso valer a pena.

https://www.youtube.com/watch?v=sk1CIqvXkic

Uma das discussões mais interessantes foi a respeito da ajuda humanitária e o desenvolvimento (humanitarian aid and development) onde se discutiu os limites um tanto tênue entre os dois a em que momento a ajuda humanitária deve ser planejada já com uma estratégia de desenvolvimento a ser desenvolvida ao mesmo tempo e não como uma linha continua que se inicia na ajuda humanitária e termina no desenvolvimento. A ausência de agencias de desenvolvimento foi sentida, mas a discussão foi bastante calorosa e a plateia pôde a todo tempo participar. 

A interação entre as pessoas de diferentes culturas para discutir questões do mundo humanitário foi um privilegio, além de poder representar a ASSO Brasil e conhecer colegas e outras organizações que também se esforçam para melhorar a ação humanitária global.

Para quem se interessou ha algumas sessões disponíveis no site do congresso: http://www.humanitarian-congress-berlin.org/2017"

By: Leticia Nolasco