Informe das Operações

A atuação de MSF na Venezuela e o apoio de MSF-Brasil

Como é de amplo conhecimento, a Venezuela vive hoje um momento conturbado em sua história. Uma aguda crise econômica seguida de uma instabilidade política crescente colocou o país no radar de Médicos Sem Fronteiras (MSF), tendo em vista a escassez de insumos básicos em saúde e a deterioração dos indicadores gerais de saúde no país. Recentemente, além das consequências em saúde provenientes do contexto apontado acima, protestos sistemáticos em diversas cidades do país resultaram no aumento do grau de violência nas ruas, contabilizando, até o momento, mais de 125 mortos.

Médicos Sem Fronteiras está registrada na Venezuela, desde 2015, a partir de dois centros operacionais: MSF Bélgica e MSF Espanha. Nossas equipes trabalham em parceria com uma organização local em duas áreas de Caracas para prestar atenção à saúde mental a pessoas afetadas pela violência urbana e atendimento integral às vítimas de violência sexual.

MSF também começou a atuar recentemente em Las Claritas, uma região de garimpo de ouro, no estado de Bolívar. Nesse local, MSF fornece testes, tratamento e prevenção da malária, além de treinamento especializado a equipes locais. Em breve, iniciará também atividades de controle vetorial em áreas nas quais há um grande número de casos.

A organização também está administrando uma clínica que presta cuidados de saúde especializados aos jovens da cidade de Maracaibo, no estado de Zulia, que inclui o planejamento familiar, saúde sexual e reprodutiva e apoio à saúde mental para mães jovens e vítimas de violência sexual. Em Maracaibo, MSF também doa medicamentos e outros suprimentos médicos e oferece assistência técnica para apoiar cuidados obstétricos de emergência no hospital da cidade.

Em resposta à violência recente, a organização está fornecendo suprimentos médicos e suporte técnico a uma clínica em Caracas e a hospitais em cinco cidades fora da capital. Essas estruturas médicas receberam numerosas vítimas dos eventos violentos dos últimos meses, incluindo feridos à bala.

Como uma organização médica independente, neutra e imparcial, MSF atende as necessidades de todas as vítimas, independentemente da sua filiação política ou matriz ideológica.

O escritório de MSF-Brasil, desde 2016, tem mantido uma interlocução constante e fluída com nossas equipes na Venezuela e também com a Célula que coordena os trabalhos desde o Centro Operacional da Bélgica. Dedicamos nossos esforços em dois eixos principais: i) recrutamento do pessoal que fez a missão exploratória na Venezuela; ii) apoio na proposta estratégica de intervenção através da Unidade Médica Brasileira (BRAMU); iii) análise de contexto e apoio em contatos estratégicos e networking (negociação de espaço humanitário e relacionamento institucional através de nosso advocacy; e iv) apoio logístico e facilitação de compras locais no Brasil através de advocacy e da Campanha de Acesso a Medicamentos Essenciais (CAME).

Assim, mesmo antes da Missão de OCB existir, o escritório de MSF-Brasil já fornecia seu apoio recrutando e apoiando os colegas que realizaram a exploratória. A BRAMU também colabora com os projetos, através de visitas e análises técnicas de forma a melhorar a qualidade de nossa intervenção. Além disso, o escritório de MSF-Brasil tem atuado, a partir de seu advocacy, com análises de contexto – tendo em vista a volatilidade do cenário político, econômico e social; e com a realização de mapeamento e apoio à efetivação de contatos estratégicos com organismos diversos (oficiais e multilaterais), especialmente em colaboração à atuação do chefe de missão. Nossos colegas no Brasil apoiam também na estratégia de comunicação institucional no país.

Os desafios logísticos de nossas equipes no terreno são bastante grandes. As compras não podem ser realizadas localmente, tendo em vista a escassez de insumos. Desta forma, MSF-Brasil apoia as operações a partir do escritório do Rio de Janeiro – inicialmente a partir de trabalho concentrado no próprio advocacy e em nosso financeiro/administrativo e, posteriormente, a partir da contratação de um profissional dedicado ao apoio logístico, respondendo diretamente à missão Venezuela. O trabalho consiste em prospectar o mercado brasileiro, realizar algumas compras locais, apoiar possíveis importações através do Brasil e organizar o envio de suprimentos. É importante destacar que diversas gestões foram feitas a partir de nosso escritório junto a laboratórios farmacêuticos – como FARMANGUINHOS – de maneira a providenciar a contratação e envio de medicamentos para a Venezuela, uma vez que as empresas nacionais não são fornecedoras de MSF-Supply e, portanto, não há prévio relacionamento contratual entre elas.

Acreditamos que o trabalho concentrado entre Centro Operacional – Sessão Parceira – Missão MSF, com vistas a apoiar nosso trabalho na Venezuela e oferecer ajuda às pessoas em necessidade naquele país, tem sido uma desafiadora, mas estimulante experiência. Trata-se de percorrer um caminho não tradicional dentro de nossa organização, e que, portanto, traz intrinsicamente alguns desafios de fluxo. No entanto, é também uma grande oportunidade para que possamos ser criativos e colaborativos com colegas em diferentes funções a partir de um objetivo comum: fazer a ajuda chegar aos que dela mais necessitam.

Renata Reis 

By: Leticia Nolasco